O desejo de viver e a transmissão do saber

perspectivas psicanalítica e filosófica

  • Débora Passos de Oliveira Universidade de Fortaleza-UNIFOR, Fortaleza, CE, Brasil.
  • Maria Celina Peixoto Lima Universidade de Fortaleza-UNIFOR, Fortaleza, CE, Brasil.
  • Carolina Carrah Colares Universidade de Fortaleza-UNIFOR, Fortaleza, CE, Brasil.
Palavras-chave: Transmissão, Sujeito, Educação, Tempo

Resumo

O presente artigo tem como objetivo abordar a questão da transmissão do saber na atualidade. Partimos da constatação do alto índice de suicídios cometidos entre os jovens para demonstrar que esse fato não é contingencial, mas trata-se de um fracasso estrutural da sociedade moderna como um todo, sobretudo no que diz respeito ao que Freud entendia como desejo de viver. Diante disso, relacionamos o desejo de viver com a questão da transmissão. A partir daí, procuramos relacionar a transmissão a partir de quatro perspectivas centrais: o sujeito, a educação, a tradição e a história ou o tempo. Para nossa compreensão, a transmissão envolve mais do que um método específico de passagem de conteúdo, mas implica a transmissão do saber que só pode ser pensado como desejo. Por isso, cada perspectiva central será abordada a partir de pensadores específicos. Freud para tratar da questão da transmissão no sujeito. Rancière para pensar a transmissão na educação. Benjamin para tratar da transmissão na tradição. E Agamben para abordá-la segundo o tempo e a história. Defendemos que o suicídio em nossos tempos só pode ser abordado com eficácia se o tratarmos como sintoma estrutural do fracasso na transmissão do saber.

Biografia do Autor

Débora Passos de Oliveira, Universidade de Fortaleza-UNIFOR, Fortaleza, CE, Brasil.

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Ceará-UFC. Professora do curso de Psicologia da Universidade de Fortaleza-UNIFOR.

Maria Celina Peixoto Lima, Universidade de Fortaleza-UNIFOR, Fortaleza, CE, Brasil.

Doutora em Psicologia pela Universidade Paris XIII. Professora Titular do Programa de PósGraduação em Psicologia pela Universidade de Fortaleza-UNIFOR.

Carolina Carrah Colares, Universidade de Fortaleza-UNIFOR, Fortaleza, CE, Brasil.

Graduanda em Psicologia pela Universidade de Fortaleza-UNIFOR. Bolsista pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico-FUNCAP.

Publicado
04-12-2019
Como Citar
OLIVEIRA, D.; LIMA, M.; COLARES, C. O desejo de viver e a transmissão do saber. Cadernos de Psicanálise (CPRJ), v. 41, n. 41, p. 39-62, 4 dez. 2019.
Seção
Artigos Temáticos